Parede verde: Um guia completo sobre como fazer e mais!

Parede verde: Um guia completo sobre como fazer e mais!

Paredes verdes (também conhecidas como paredes de plantas, paredes vivas ou jardins verticais) tornaram-se uma nova tendência crescente de ambientes construídos nos últimos anos. A incorporação da natureza viva nos ambientes urbanos não apenas parece muito mais convidativa, mas também traz vários outros benefícios e propósitos.

Seja em ambiente interno ou externo, independente ou fixado na parede, existe uma parede verde adequada para praticamente qualquer circunstância. Mas como exatamente são feitas as paredes verdes e como diferenciar os vários tipos diferentes?

O que é Parede Verde?

Paredes verdes são estruturas verticais que têm diferentes tipos de plantas ou outras hortaliças ligadas a elas. A vegetação é frequentemente plantada em um meio de crescimento que consiste em solo, pedra ou água. Como as paredes possuem plantas vivas, elas geralmente apresentam sistemas de irrigação embutidos.

As paredes verdes diferem das fachadas, que geralmente são vistas subindo pelas paredes externas dos edifícios, usando-as como suporte estrutural. Nas paredes verdes, o meio de crescimento está na superfície ou na estrutura da parede, enquanto as fachadas estão enraizadas no chão. Além disso, a vegetação das fachadas pode levar muito tempo para crescer o suficiente para cobrir uma parede inteira, enquanto as paredes verdes podem ser pré-cultivadas.

Paredes verdes inteligentes e ativas geralmente se parecem com paredes verdes convencionais, mas servem a mais propósitos devido ao uso de inteligência e tecnologia artificiais. Os recursos de uma parede viva inteligente podem ser automatizados e monitorados, melhorando os efeitos.

Além dos benefícios visuais e biofílicos de todas as paredes verdes, as paredes verdes inteligentes e ativas podem apresentar purificação e umidificação naturais do ar, graças à combinação de circulação de ar aprimorada, meio de crescimento especializado e tecnologia.

Quais as funções e benefícios?

Há muitas vantagens em ter paredes verdes animando um espaço. Primeiro de tudo, os benefícios visuais da parede viva não podem ser ignorados. As peças atraentes podem causar um grande impacto na decoração de um ambiente urbano feito de concreto e tijolos, oferecendo alternativas para agricultura urbana, jardinagem e decoração de interiores.

Benefícios para as pessoas

Paredes vivas podem nos tornar mais felizes e mais produtivos, pois apelam para a nossa necessidade inata de estar perto da natureza. Trazer elementos naturais para lugares onde geralmente não podem ser vistos melhora o nosso humor, tornando-nos mais alertas e animados. Este conceito também é conhecido como biofilia.

Estudos também mostraram que a natureza pode diminuir comportamentos negativos, como agressão e ansiedade. Além disso, foi encontrada uma conexão com a natureza para reduzir o estresse e reparar o cansaço mental. Isto é devido à reação automática de nossos corpos ao ver e estar ao redor de elementos naturais.

À medida que os problemas com poluição e qualidade do ar se tornam mais bem compreendidos, os efeitos das plantas na qualidade do ar também aumentaram o interesse. O efeito de purificação do ar das plantas é alcançado através de micróbios das raízes das plantas, que podem usar produtos químicos como nutrientes. Além dos impactos diretos à saúde, foi comprovado que a melhoria da qualidade do ar promove o estado de alerta e capacidade cognitiva das pessoas.

No entanto, paredes verdes passivas regulares (ou somente plantas) não purificam e naturalizam o ar com eficiência suficiente para uma diferença perceptível. Paredes verdes inteligentes e ativas com circulação de ar ativa conseguem isso, pois a parede, as plantas e a tecnologia de suporte são projetadas para esse fim.

Benefícios à infraestrutura

Verificou-se que paredes e fachadas verdes ao ar livre são economicamente eficientes em termos de energia, pois suas plantas reduzem a temperatura geral dos edifícios quando expostas ao sol. Além disso, eles também reduzem a quantidade de calor que escapa durante o inverno.

Além disso, o processo de transpiração das plantas também pode reduzir ligeiramente as temperaturas em ambientes fechados, funcionando também como uma solução econômica em termos de energia. Quantidade suficiente de matéria vegetal também ajuda a reduzir os níveis de ruído.

Que tipos de paredes verdes existem?

Como mencionado acima, existem todos os tipos de paredes verdes. As soluções variam entre espaços, tamanhos e modelos internos e externos, entre outras coisas. Além disso, o design e a produção de todos os tipos de paredes verdes estão em constante desenvolvimento, oferecendo ainda mais opções para diversos fins. Este artigo aborda o que consideramos os principais arquétipos.

Paredes Verdes Interiores ou Exteriores

Paredes verdes internas e externas são usadas para diferentes fins e em vários ambientes. Eles podem ser feitos de uma variedade de materiais e plantas, dependendo da solução mais adequada para cada espaço.

Paredes verdes ao ar livre são principalmente elementos visuais. Embora eles também possam ser rentáveis, pois reduzem a temperatura geral, capturam água da chuva ou isolam edifícios, eles são usados ​​principalmente para trazer vegetação às paisagens urbanas. A construção dessas paredes vivas tem restrições quanto ao clima, pois elas precisam suportar as circunstâncias circundantes, o que às vezes pode afetar a estrutura e as plantas da parede.

As paredes verdes internas, no entanto, têm mais limitações em termos de tamanho, pois precisam caber no espaço em que estão. Porém, por causa das limitações, muitas vezes são mais fáceis de manter.

Paredes verdes inteligentes e ativas são usadas apenas em ambientes fechados porque sua eficiência de purificação do ar não seria suficientemente poderosa para impactar os espaços ao ar livre. Além disso, as plantas usadas nessas paredes verdes são tropicais e não sobreviveriam na maioria das condições do mundo exterior quando removidas de seu habitat natural.

Tamanho e Design

O design de uma parede viva geralmente não é limitado pelo tamanho. Embora modelos amplos sejam mais fáceis de manter do que modelos altos, o design e a fabricação em geral não são muito diferentes entre produtos de proporções diferentes.

Paredes vivas construídas com módulos de metal ou plástico geralmente são retangulares, pois a fabricação de formas redondas é mais difícil. Em vez disso, o material ideal para formas redondas e variadas é sentido. Nas paredes verdes ativas, os recursos de circulação de ar têm prioridade, limitando a maioria dos projetos a módulos sólidos.

A maioria das paredes verdes internas são montadas na parede, embora os modelos independentes e de dupla face também não sejam incomuns. Em termos de paredes verdes comerciais, a maioria são soluções personalizadas.

Mas como as plantas crescem?

As plantas das paredes vivas precisam de um meio de crescimento para se enraizar. O meio de crescimento geralmente é então colocado em uma estrutura (como sacolas, vasos ou caixas), que juntos formam um sistema. Essas combinações são de tipos diferentes e geralmente são agrupadas em quatro categorias: sistemas soltos, de manta, folha e mídia estrutural.

Enquanto os sistemas de meio de crescimento a granel têm o solo compactado em uma prateleira ou em um saco (que são então colocados na parede), os meios de manta são, como o nome indica, sistemas de manta, geralmente feitos de fibra de coco ou feltro. As plantas se enraízam diretamente no tapete e não precisam de meios soltos (como o solo). Os meios de impressão em folha são semelhantes aos sistemas de manta, mas consistem em folhas de poliuretano inorgânico padronizadas, mais resistentes que a fibra de coco ou feltro. Os meios estruturais combinam os sistemas solto e de esteira formando um bloco que pode ser fabricado em diferentes formas e tamanhos. Por exemplo: a vegetação pode ser plantada em meios soltos, colocados em vasos e carregados em uma estrutura de parede com irrigação embutida.

Em sistemas de meios soltos, solo, pedra hídrica, pedra vulcânica e hidroponia são formas comuns de cultivo de plantas. A seleção de meios de crescimento frouxos cresceu imensamente nos últimos cinco anos.

Os meios de crescimento usados ​​nas paredes verdes convencionais tendem a ser lã de rocha ou solo. Estes são os materiais mais tradicionalmente usados ​​na indústria de instalações, uma vez que a hidroponia é considerada desafiadora devido a muitas variáveis ​​relacionadas à qualidade da água. A maioria dos fabricantes de paredes verdes usa meios de crescimento padrão disponíveis nos mercados.

Meios de crescimento em paredes verdes ativas diferem daqueles em paredes regulares. Eles exigem um material otimizado para obter fluxo de ar suficiente, bem como comunidades microbianas estáveis ​​e funcionando bem e sistemas de água.

O meio de crescimento, sistemas e estruturas de suporte, assim como as plantas, precisam trabalhar em uníssono. Isso significa que a seleção da mídia não pode ser feita no vácuo, desconectada de outros fatores.

Quais plantas podem ser usadas na parede verde?

As estrelas do show são as plantas. Novamente, diferentes tipos de vegetação podem ser usados, no entanto, existem algumas restrições, dependendo do tipo e finalidade da parede verde.

INTERIORES SÃO MAIS LENIENTES PARA SELEÇÕES DE PLANTAS

Embora não seja um requisito, as plantas sempre-verdes são geralmente preferidas para paredes internas e externas devido à sua longevidade e aparência. Por definição, as plantas sempre verdes precisam manter suas folhas o ano todo. Naturalmente, isso limita a seleção de plantas disponíveis.

As opções mais adequadas para paredes verdes internas são plantas de casa e plantas tropicais. As plantas geralmente usadas para paredes internas não precisam tolerar grandes mudanças de temperatura, embora a umidade ainda varie e possa causar problemas se não for contabilizada.

No entanto, alguns fabricantes recorrem ao uso de plantas tratadas quimicamente com musgo ou plástico, que comercializam outros benefícios (como a purificação do ar) para facilitar a manutenção.

Para paredes verdes ativas, o processo de seleção das espécies de plantas certas é ainda mais rigoroso do que para paredes verdes passivas. Isso ocorre devido à circulação de ar da parede verde ativa, que pode ser bastante desgastante para as plantas. Assim, as plantas precisam ser testadas para garantir que possam sobreviver em uma parede verde ativa.

CONSIDERAR CIRCUNSTÂNCIAS E FINS

A localização e a tecnologia disponível têm um sério impacto na seleção de espécies de plantas para paredes verdes ao ar livre. Por exemplo, as paredes podem exigir plantas que possam sobreviver a períodos de seca devido à falta de água da chuva e sistemas de irrigação embutidos.

As circunstâncias climáticas externas também afetam as plantas em ambientes fechados, pois o ar mais seco do que o habitual faz com que as plantas usem mais água para manter o nível ideal de umidade. Em fachadas altas e paredes verdes ao ar livre, o vento, a luz solar e as condições de chuva podem ser mais severas na vegetação mais acima do que nas ruas.

Além disso, a escolha do meio de crescimento e a irrigação andam de mãos dadas com a seleção de plantas. Por exemplo, as raízes de algumas plantas podem não ser grandes e fortes o suficiente para prosperar em outros meios que não o solo. Para outras espécies de plantas, a secagem rápida dos meios de crescimento são escolhas mais ideais do que o solo.

Além disso, a chave para manter a saúde das plantas é criar um ambiente estável para elas. Mudanças repentinas podem causar estresse desnecessário nas plantas, o que pode levar a problemas como doenças ou pragas.

Ao selecionar plantas para uma parede verde inteligente e ativa, é dada atenção extra à resiliência das plantas. Isso ocorre porque a circulação de ar da parede verde pode ser difícil para eles, como mencionado na seção anterior. Além disso, a eficiência da purificação do ar de cada planta é levada em consideração. Plantas diferentes decompõem substâncias químicas diferentes do ar com os micróbios de suas raízes.

O tipo certo de irrigação, nutrição regular, luz e temperatura contribuem bastante para garantir que as plantas permaneçam vitais. Mantê-los aparando também ajuda a fazer as plantas viverem mais. Paredes verdes inteligentes e ativas também podem otimizar os fatores mencionados acima para garantir que as plantas tenham as melhores condições de vida possíveis.

Saúde e manutenção de um ambiente de vida

Para se manter saudável para servir a seu propósito, paredes verdes e paredes verdes inteligentes e ativas precisam de manutenção. Como todas as plantas vivas, a vegetação nas paredes das plantas exige substituições periódicas para compensar a perda de plantas.

Em soluções de meios soltos e estruturais, a substituição de plantas é geralmente simples. Nos sistemas de mídia de esteira, no entanto, a substituição de matéria vegetal é mais problemática: as seções perdidas geralmente precisam ser cortadas. A remoção dessas seções pode causar perda extra de plantas devido ao fato de a vegetação espalhar suas raízes na área removida.

Além disso, a água é vital para a sobrevivência das plantas, razão pela qual a maioria das paredes das plantas possui sistemas de irrigação integrados para facilitar o cuidado das plantas. As plantas também precisam de nutrientes básicos, que geralmente são recebidos por irrigação.

Nutrientes da Água

Os sistemas de irrigação são tipicamente sistemas recirculantes ou diretos. Um sistema de recirculação circula a água, bombeando e distribuindo-a a partir de um tanque embutido. O tanque pode ser enchido manualmente ou conectado ao suprimento de água de um edifício.

Enquanto isso, um sistema de irrigação direta obtém a água de uma fonte externa de água. Enquanto os sistemas de recirculação coletam o excesso de água para reutilização, os sistemas diretos enviam o excesso de água para o esgoto.

Para que uma parede verde funcione como deveria, todos os seus mecanismos precisam funcionar corretamente. Além de plantas, irrigação e meios de crescimento, os sistemas de monitoramento remoto também podem precisar de manutenção às vezes em caso de erro. É por isso que a manutenção regular é necessária para garantir que tudo corra bem e sem esforço.

Adquirindo sua própria parede verde

Como na maioria das coisas, os recursos adicionados são sempre compensadores. Recursos como formato, tamanho e opções de material afetam inevitavelmente o custo de todas as paredes verdes. Quanto mais complexo e personalizado o produto, mais caro é o preço.

A questão subjacente geralmente não está no design, mas na logística e nas economias de escala.

Paredes verdes inteligentes e ativas não são uma exceção ao exposto, mas, respectivamente, oferecem maiores retornos e valores ao longo do tempo do que meros elementos visuais.

Definir suas necessidades, desejos e orçamento é crucial – que solução atende às suas necessidades?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *